De acordo com a legislação (Resolução 558/1980), um pneu é considerado careca quando apresentar profundidade de sulco inferior a 1,6 mm em qualquer local na banda de rodagem, mesmo que seja em um único ponto. Essa é considerada infração média e resulta em multa de R$ 127,69 e mais cinco pontos na habilitação.

Esse é o limite legal, válido para pneus de qualquer medida e para todos os veículos: motos, automóveis, caminhões, ônibus ou reboques, e é o mínimo aceitável para uso porque os pneus precisam manter a capacidade de cortar a lâmina de água em piso molhado e ter sulcos ou ranhuras que proporcionem seu escoamento.

Contudo, de modo geral, a recomendação para veículos pesados é de retirar os pneus de serviço quando apresentarem sulco entre 2 e 3 mm, ou até um pouco mais dependendo da atividade e condições de utilização. Quando isso é dito para o transportador, muitas vezes, a reação é negativa, como se a perda fosse algo bastante significativo.

Quem conhece e trabalha com pneus, normalmente, argumenta que retirar o pneu de serviço com um pouco mais de borracha ajuda a preservar a carcaça, proporcionando uma reforma de melhor qualidade e em maior número. Mas existe outro aspecto pouco lembrado, porém, bem mais importante: a segurança, pelo menor espaço necessário para a frenagem.

Um material datado de 2013 e divulgado pela inglesa Continental, empresa de origem alemã fabricante de pneus, com unidade no Brasil, que trata de uma investigação sobre as condições de condução em piso molhado, recomenda a troca dos pneus quando a profundidade de sulco atingir 3 mm. Outra pesquisa independente, realizada pela MIRA – Motor Industry Research Association, também do Reino Unido, constatou que pneus gastos aumentam significativamente a distância de frenagem.

Os testes foram realizados com quatro diferentes tipos de automóveis, a uma velocidade de 80km /h controlada, variando de 0,5 mm a 1,5 mm, sobre piso de asfalto. Pode-se concluir que os resultados são válidos para qualquer veículo.

Medindo a distância percorrida até a parada total do veículo, com 3 mm de profundidade de sulco, o resultado é 25% melhor do que o obtido com pneus no limite de uso, ou seja, 1,6 mm, de 31,7 m e 39,5 m, respectivamente.

A mesma comparação quando feita entre pneus novos e outros já no limite legal de utilização, a diferença na distância percorrida até a parada foi de 13 m. Usar pneus além do limite é ilegal. Usar até o limite legal é perigoso. Priorize a segurança, fique vivo e durma tranquilo.

Fonte: http://www.abr.org.br/